O que conhecer na Chapada dos Veadeiros – Goiás?

Publicado por

A Chapada dos Veadeiros fica relativamente próxima a Formosa-GO, onde eu moro, mas sinto que fui pouquíssimas vezes perto do que realmente deveria e muita gente me pede informações de lá. Por isso, convoquei a Andrea Stephanus, uma amiga muito querida que já foi diversas vezes e conhece vários lugares desse paraíso do nosso cerrado. A Andrea posta e dá dicas em seu Instagram @detalhespelomundo de muitos lugares lindos que ela visitou pelo Brasil e pelo mundo. Então, fiquem agora com esse post super completo que ela preparou sobre a Chapada dos Veadeiros. Mas antes, quero agradecer muito pelo carinho e dedicação dela nesse post! Tenho certeza que vai ajudar muita gente que quer visitar a Chapada depois que a pandemia passar.

.

Pense em um lugar de energia incrível? Agora some isso a paisagens lindas, com desfiladeiros de tirar o fôlego, cachoeiras únicas, formações rochosas e cristais de quartzo. Isso é um pouco do que você encontrará nesse roteiro. A Chapada dos Veadeiros é sem dúvida um destino que precisa ser explorado na sua viagem pelo Brasil.

A Chapada dos Veadeiros é considerada uma microrregião e vários municípios a compõem. Então tem muita coisa para conhecer? Demais! Por isso, o objetivo do roteiro é orientar o que você gostaria de priorizar, pois, infelizmente, mesmo um roteiro mais extenso, como um de 10 dias, você não vai conseguir conhecer tudo, mas certamente conseguirá conhecer os mais famosos, alternando entre trilhas de nível fácil a difícil.

O aeroporto mais próximo é o de Brasília e aí vai a primeira sugestão: alugue um carro! Várias locadoras tem seus guichês dentro do Aeroporto de Brasília, mas a sugestão é sempre buscar reserva antecipada, ainda mais se você pretende visitar a Chapada em período de férias ou feriados prolongados, além disso a reserva antecipada te permite fazer uma pesquisa de preços e ver melhores condições de cada locadora. A sugestão de um carro mais alto é válida, até para evitar aquele perrengue, pois, existem atrativos com extensos trechos de terra que não são viáveis fazer com carro baixo.

Partindo de Brasília, a primeira cidade, com a placa de Portal da Chapada é São João d´Aliança (165 km do Aeroporto de Brasília), no estado de Goiás e seguindo você chegará a Alto Paraíso de Goiás (233 km do Aeroporto de Brasília), essas duas cidades já possuem hotéis e restaurantes estruturados para turistas. Além delas, outros pontos de hospedagem são: Vila de São Jorge (onde se localiza o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, 268 km do Aeroporto de Brasília) e Cavalcante (onde está a Comunidade Kalunga, a 321 km do Aeroporto de Brasília). Porém outras cidades como Teresina de Goiás, Nova Roma e Colinas de Sul, também fazem parte da microrregião da Chapada.

Abaixo vou responder dúvidas muito frequentes que ouço sobre a Chapada dos Veadeiros:

– Onde devo me hospedar? Minha resposta é: depende do seu roteiro. Há atrativos mais próximos de Alto Paraíso de Goiás, assim como da Vila de São Jorge e a distância entre essas duas cidades é de 36,6 km. Então se você está de carro, esse deslocamento é de cerca de meia hora. Muitos optam por se hospedar em Cavalcante, que está a 88,6 km de Alto Paraíso, cerca de 1 hora de carro. Lembrando que todos esses pontos possuem regiões para camping.

– Qual a melhor época do ano? Chuva ou seca? A época de chuva se inicia em setembro com as primeiras chuvas (ainda moderadas) e se estende até abril. De maio a setembro é a época de seca. Você certamente verá coisas diferentes em ambas das épocas. Há atrativos que só abrem em época de seca e outros que são muito favorecidos em época de chuva. Cada época guarda sua beleza, por isso essa questão depende muito do seu roteiro.

Então, agora vamos falar de trilha?

.

PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DOS VEADEIROS: fica localizado na Vila de São Jorge. A trilha pode ser autoguiada, com duas opções: trilha dos Saltos e trilha dos Cânions I e II, mas é importante dizer que não há estrutura de lanchonete e restaurante dentro do Parque. A entrada é de R$18 para brasileiros e R$36 para estrangeiros. O período de entrada permitido é de 08:00 às 12:00 e saída até às 18:00. As duas trilhas variam de 10 a 12 km (ida e volta).

Cachoeira Carioquinhas (trilha Cânions I e II) – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Travessia das Sete Quedas: é realizada a partir do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e só é aberta de junho a novembro. Deve acontecer agendamento prévio no site. Tem taxa de pernoite e entrada no Parque. A trilha é de nível difícil e possui 23,5 km. Você precisa levar todo aparato de camping. Não pode fazer fogueira. Não utilizar xampoo ou sabonete nos banhos de rio. Tem resgate no final. Mas tem que ser solicitado e fazer o agendamento prévio no site ecobooking.com. Levando em consideração que o número de pessoas por pernoite é limitado, em épocas de alta temporada é recomendado que você realize sua reserva com até 30 dias de antecedência, para garantir a sua vaga.

Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo: a trilha de 8 km (ida e volta) é de nível médio e autoguiada. Pelo caminho, tem visuais privilegiados com as maravilhas do cerrado, passando pela belíssima Cachoeira do Abismo, com borda infinita. Seu acesso começa bem perto da Vila de São Jorge, na mesma estrada de terra que dá acesso ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Mirante da Janela: aqui você consegue ver a Cachoeira dos Saltos de Frente, que estão dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Não é obrigatório guia, mas é recomendado, até mesmo para ajudar o turismo na região. Os guias locais têm informações únicas sobre a região. Se a sua ideia for curtir o pôr do sol (e que pôr do sol), pode dividir com outra trilha no período da manhã.

Cachoeira do Segredo: fica localizado a 17 km da Vila de São Jorge, com vários riachos pelo caminho para se refrescar, é a trilha mais fechada e com muita vegetação. Em épocas de chuva é bom avaliar a trilha, pois, o carro precisa ficar estacionado em pontos anteriores devido ao trajeto e isso amplia a trilha para 16 km, enquanto em épocas de seca são 9 km. A água dessa cachoeira é uma das mais geladas e a trilha pode ser autoguiada. O ideal é chegar ainda de manhã para aproveitar o sol. A entrada é R$40 se comprada na bilheteria e R$35 se comprada na Vila de São Jorge.

Complexo Macaquinhos: fica localizado a 45 km de Alto Paraíso, mas 30 km desses em estrada de terra. A trilha de nível fácil/médio pode ser autoguiada, tem 4 km (ida e volta). Várias cachoeiras pelo caminho, cânions, piscinas naturais, são 10 pontos de parada para banho ou contemplação. Dentro do complexo tem até cachoeira de nudismo. O ideal para essa trilha é um carro 4×4, porém tem como parar o carro antes do trecho mais complicado e ir andando. Tem área de camping, que pode ser contratado a parte com antecedência.

Cachoeiras de Santa Barbarinha e de Santa Bárbara: fica localizada na comunidade Kalunga Engenho II, a 32 km de Cavalcante. Para visitar, além dos R$20 da entrada, é obrigatória a contratação de um guia, que custa R$150 para um grupo de até 08 pessoas. Sugiro contratar um guia Kalunga, para valorizar a comunidade local. A trilha de nível fácil possui 4 km (ida e volta). Sua visitação é limitada a 300 pessoas por dia, com permanência máxima de 1 hora para cada grupo. Existe a possibilidade de comprar o ingresso antecipado no site: www.quilombokalunga.ecobooking.com.br

Rio da Prata: fica localizado a 124 km de estrada de chão (ida e volta), a partir de Cavalcante-GO, dentro do Complexo tem as Cachoeiras: Prata I, Preto Velho, Rainha e Rei. Faz parte da comunidade Kalunga, sendo obrigatória a contratação do um guia. A trilha de nível médio tem 14 km de trilha (ida e volta). São 7 quedas de água bem verdinha ao longo dos 7 km de trilha com vários locais para banho. Leve comida e água suficientes para passar o dia, o local não tem receptivo.

Poço Encantado: fica localizado a 53 km de Alto Paraíso, no sentido Cavalcante-GO. Tem uma trilha autoguiada de nível fácil com a extensão de 1 km (ida e volta), recomendado para todas as idades. Atrativos: Cachoeira do Poço Encantado, rio, prainha, standup paddle. Tem restaurante e pousada no atrativo.

Cachoeira do Poço Encantado

Complexo Canjica: fica localizado a 180 km partindo de Alto Paraíso, sentido Cavalcante-GO. São 148 km de estrada de terra (ida e volta) e sugerido ir de carro alto. É obrigatória a contratação de guia para a trilha de 10,5 km (ida e volta), passando por Águas Lindas, Cânion das Águas Lindas e Cachoeira da Canjica. A entrada para o Complexo é de R$20.

Cânion das Águas Lindas

Cachoeira da Capivara: assim como a Cachoeira de Santa Barbarinha e de Santa Bárbara, a Cachoeira da Capivara também está na Comunidade Kalunga Engenho II, sendo obrigatório a contratação de um guia. A trilha para chegar até a Cachoeira da Capivara é nível fácil/médio. A partir do CAT, o percurso é de 1 km e entrará em uma trilha curta de 600 metros que desce por algumas pedras íngremes. No mesmo complexo, também está a Cachoeira Candarú.

Cachoeira da Capivara

Cachoeiras Almécegas I e II: próximas a Alto Paraíso – GO, as Cachoeiras Almécegas I e II estão dentro da Fazenda São Bento. O acesso é feito com um pequeno trecho de terra para ser percorrido de carro. Depois de estacionar, é necessário fazer uma trilha autoguiada bem leve.

Almécegas I:  a queda de 45 metros de altura é uma das águas mais geladas da região. Tanto as corredeiras, quanto Almécegas II, têm mais espaços com sol. Na mesma fazenda também tem o voo do gavião, uma tirolesa para quem adora aventura.

Almécegas I

Vale da Lua: uma das atrações mais conhecidas da Chapada dos Veadeiros. O local não tem grandes quedas, mas conta com formações rochosas impressionantes. A entrada fica a apenas 9 km da Vila de São Jorge e a trilha que pode ser autoguiada, é de nível fácil, com cerca de 1 km de extensão. Esse passeio pode ser combinado com as Cachoeiras de Almécegas I e II e São Bento.

Vale da Lua

Loquinhas: fica localizado a 4 km (sendo 2 km de estrada de chão) de Alto Paraíso – GO. Na época de seca fica com vários poços vazios. Água verde esmeralda, trilha em tablado, na recepção o pessoal do receptivo fornece as informações de como a trilha está. A trilha é de nível fácil e pode ser feita em meio período, tem apenas 2 km (ida e volta) e é recomendada para todas as idades. O funcionamento do local é até as 17:00.

Loquinhas

Catarata dos Couros: fica localizado a 49 km de Alto Paraíso – GO, é uma das trilhas mais conhecidas da Chapada e vai se tornar futuramente o Parque Estadual das Cataratas do Rio dos Couros. É possível ver um pouco de tudo por lá: quedas grandes, poços, lugares com bastante sol, sombra, vegetação preservada, locais para pular, para nadar, mirantes e abismos.

As grandes cachoeiras são: Muralha, Almécegas 1000 e Parafuso. Fora do período de chuvas é possível nadar nas três. A trilha autoguiada de nível médio, tem 5 km (ida e volta), passando pelo cânion. Para chegar de carro, são 26 km de asfalto (ida e volta) e mais 70 km (ida e volta) de estrada de terra. 

Almécegas 1000

Complexo Macacão: o percurso são 24 km (ida e volta) de asfalto e 88 km (ida e volta) de estrada de chão e é recomendado estar de carro alto. A trilha de nível médio a difícil possui 5,5 km (ida e volta). Apesar de ser uma trilha autoguiada, é importante a presença de um guia. São 3 pontos de parada: escadaria, catedral e elo perdido, mas essa última apenas com guia.

Cachoeira Catedral

Cachoeira do Dragão: é uma das cachoeiras mais lindas da Chapada. São 24 km de estrada asfalto até lá, mais 66 km (ida e volta) de estrada de chão, por isso, é recomendado estar de carro alto. A trilha de 11 km de nível difícil, é obrigatório ser feita com um guia, e está dividida em: parte com água 6 km (ida e volta) e parte seca 5 km (ida e volta). No local, é obrigatório uso dos equipamentos: colete, prancha e capacete, já a roupa de neoprene é opcional. A entrada custa R$70 por pessoa.

.

Finalizando este post perfeito e sem defeitos, eu gostaria de agradecer e parabenizar a Andrea pelo conteúdo e pela pesquisa minuciosa que ela fez com a ajuda de um grande guia que a Chapada dos Veadeiros tem o prazer de ter, o Wilson. Para quem está precisando de um guia para conhecer a Chapada da maneira que se deve, entre em contato com ele pelo telefone (62) 99946-2989 ou pelo Instagram @wilsonguiachapada. Tenho certeza que vai ser uma experiência incrível, que você vai guardar para sempre na memória!


Quer conferir todos os posts de destinos nacionais do Blog? CLIQUE AQUI!

2 comentários

  1. Muito bom o trabalho, a Chapada dos Veadeiros agradece essa divulgação vai ser muita ajuda, eu Wilson fico muito grato por participar desse trabalho.

    Curtir

    1. Muito obrigada pelo seu trabalho e pelo seu empenho em apresentar ao mundo a Chapada dos Veadeiros de forma responsável e consciente. Obrigada também pela contribuição importantíssima que você deu a Andrea para fazer um post tão completo. Tenho certeza que vai ajudar muito quem estiver pensando em ir conhecer esse nosso paraíso do cerrado!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.