5 dias no Deserto do Atacama – Chile

Publicado por

Atacama era muito mais que um sonho para mim, virou uma necessidade extrema de conhecer e a hora havia chegado…

POST >> Para ver como foi a nossa travessia SEM PERRENGUE do Salar de Uyuni até chegar a Aduana Boliviana, clique aqui!

Saímos da Aduana Boliviana em direção à San Pedro de Atacama, cidade onde ficaríamos hospedadas e de onde partem os tours para o Deserto do Atacama.

IDIOMA: espanhol.

MOEDA: peso chileno (CLP).

CÂMBIO: R$1 = $190 pesos chilenos.

PERÍODO DA VIAGEM: 17 à 22 de abril de 2017 – virada do verão para o outono.

INTERNET: chip da @easysim4u. Único que pega em mais de 140 países e já chega ao seu destino conectado com internet 4G.

 

1º dia – CHEGADA EM SAN PEDRO DE ATACAMA:

O trajeto da Aduana Boliviana até San Pedro durou aproximadamente 1:20. Chegando à San Pedro, nossa primeira parada foi na Aduana Chilena. Ficamos quase 1 hora parados na fila de carros para sermos atendidos. A inspeção é demorada porque às vezes, eles abrem malas de muitas pessoas, pois, não é permitido entrar no Chile com nenhum alimento de origem animal e outras restrições. Demorou, mas não inspecionaram as nossas malas. Passamos direto!

O transfer nos deixou na porta do hotel. Ficamos hospedadas no Hotel Domos los Abuelos, na Calle Domingos Atienza. Ele tem quartos duplos e triplos com banheiros privativos, mas também oferece quartos compartilhados com banheiros também compartilhados. Optamos por um quarto duplo (US$383 para 5 diárias) e um quarto triplo (US$306 para 4 diárias) com banheiros privativos e foi uma excelente escolha. Recomendo muito o hotel. Único problema é que a wifi só pegava nas áreas comuns.

DICA: levei para gastar em San Pedro de Atacama pesos chilenos que troquei no Brasil. Uma vez que as cotações das agências e da cidade são ruins, comparadas à Santiago. Então minha dica é: se não visitar o centro de Santiago antes de ir para o Atacama, troque pelo menos uns R$1.000 em pesos chilenos no Brasil, pois, certamente a cotação daqui, estará melhor que a de lá. No Brasil paguei R$1 = $190 pesos chilenos e lá cheguei até a encontrar neste mesmo valor, mas nas agências o câmbio era de R$1 = $175 pesos chilenos. Em Santiago, na Calle Agustinas, encontramos de R$1 = $212 pesos chilenos, a melhor cotação dos lugares que passei na viagem toda.

Deixamos nossas malas no hotel e saímos para almoçar. Paramos no Restaurante Ckunna, na Calle Tocopilla. Comida gostosa, mas o preço é bem salgado. Acostume-se, porque isso em San Pedro é comum. Pesquise bem antes de entrar e sentar no primeiro restaurante que achar. Mas mesmo assim valeu demais. Comi arroz (que estava com muita saudade) e um salmão delicioso com papas salteadas.

San Pedro de Atacama1
Igrejinha de San Pedro

Após o almoço fomos caminhar para conhecer a cidade e procurar uma agência para fechar os passeios, já que gostaríamos de começar a conhecer o Atacama no outro dia de manhã. Pesquisamos em diversas agências e andando pela Calle Caracolles (principal rua de San Pedro), fomos abordadas por um rapaz oferecendo passeios, dizendo que trabalhava em uma agência, com excelente serviço, bons guias e ótimo preço.

San Pedro de Atacama
Calle Caracolles – San Pedro de Atacama

O seguimos e ele nos levou para a Empresa Lithium Adventure, na Calle Caracolles – 419 B-4. Sentamos, negociamos, ganhamos descontos e resolvemos confiar na Eva (proprietária da agência – whatsapp: +56 9 8896 5672), que nos afirmou que se não gostássemos dos serviços no primeiro dia, poderíamos ter nosso dinheiro de volta no outro dia mesmo. A agência não tem Instagram, mas tem o site: www.travel-lithium.com. Confiram!

 

Abaixo, listarei todos os passeios que fizemos com horários, valores e informações importantes:

Dia 2:

Manhã e tarde:

– Full Day: Lagunas Altiplânicas + Piedras Rojas (Salar de Talar) + Salar do Atacama + Povoados de Toconao e Socaire

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 07:00 às 18:20

Valor: $35.000,00 pesos chilenos

Entrada dos parques: $5.500,00 pesos chilenos

Inclui: café da manhã + almoço

Noite:

– Tour Astronômico: exploração astronômica + planetas + satélites + constelações + telescópio USA

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 21:30 às 23:30

Valor: $18.000,00 pesos chilenos

Inclui: taça de vinho no início + coffe break no final

Dia 3:

Manhã:

– Termas de Puritama

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 09:00 às 13:00

Valor: $18.000,00 pesos chilenos

Entrada do parque: $15.000,00 pesos chilenos

—— almoçamos em San Pedro

Tarde:

– Lagunas Escondidas de Baltinache

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 15:00 às 20:20

Valor: $14.000,00 pesos chilenos

Entrada do parque: $ 5.000,00 pesos chilenos

Inclui: café da tarde com vista para o pôr do sol

Dia 4:

Manhã e tarde:

– Salar de Tara

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 08:00 às 17:00

Valor: $40.000,00 pesos chilenos

Entrada dos parques: gratuito

Inclui: café da manhã e almoço

Dia 5:

Manhã:

– Termas de Puritama

Empresa: Lithium Adventure (parceria)

Horário: 09:00 às 13:00

Valor: $18.000,00 pesos chilenos

Entrada do parque: $15.000,00 pesos chilenos

—— almoçamos em San Pedro no Restaurante Barros

Tarde:

– Valle de la Muerte e Valle de la Luna

Empresa: Lithium Adventure

Horário: 16:00 às 20:00

Valor: $20.000,00 pesos chilenos ($10.000,00 cada um)

Entrada dos parques: $ 6.000,00 pesos chilenos ($3.000,00 cada parque)

—— jantamos em San Pedro no Restaurante Tierra Todo Natural

Dia 6:

Manhã:

– Geysers del Tatio

Empresa: Ayllu Atacama (parceria)

Horário: 05:30 às 13:00

Valor: $40.000,00 pesos chilenos

Entrada do parque: $10.000,00 pesos chilenos

Inclui: café da manhã (estilo buffet)

—— almoçamos em San Pedro no Restaurante Barros

Tarde:

– Transfer de San Pedro de Atacama > Calama

Empresa: Lithium Adventure

Valor: $12.000 pesos chilenos

Observação: buscam no hotel.

.

Seguindo o relato…

Após fecharmos os passeios na agência, retornamos ao hotel para nos acomodar e tomar banho. Pedimos uma pizza para comer lá mesmo e assim descansar para os próximos dias.

 

2º dia – FULL DAY – Lagunas Altiplânicas, Piedras Rojas, Salar do Atacama e Povoado de Toconao + Tour Astronômico (a noite):

Acordamos bem cedo para o primeiro passeio em terras chilenas. A duração do passeio era de manhã e tarde com algumas refeições incluídas, por isso saímos do hotel sem tomar café às 07:00 da manhã. Apesar de estar sol, fazia bastante frio. Acostumem-se, por que isso é bem natural em todo o Atacama. O cenário até as Lagunas Altiplânicas é incrível. Quem disse que dá vontade de dormir tendo tanta coisa linda para olhar pela janela?

unnamed (7)
Lagunas Altiplânicas

Chegando à primeira parada, os guias começaram a montar nosso café da manhã ali mesmo, em frente à Laguna Miñiques. As Lagunas Altiplânicas estão a 4.200 metros acima do nível do mar, então vá bem agasalhado. Lembre-se sempre: altitude = frio.

unnamed (8)
Laguna Miñiques

Um visual de tirar o fôlego! Sem dúvida, o lugar mais lindo que já tomei café da manhã na vida. Enquanto eles montam tudo, deram tempo livre para usarmos o banheiro, afinal, aquela seria a única parada com banheiro físico (se é que me entendem haha) antes do almoço.

20638592_342218316228078_8909400262658581882_n
Laguna Miñiques

Após o café da manhã delicioso, fomos caminhando para a segunda laguna, a Laguna Miscanti.

Lagunas 2
Laguna Miscanti

A caminhada de no máximo 10 minutos, reserva uma vista hipnotizante daquela água azulada com os picos das montanhas nevadas ao fundo. Me senti na Suíça por um instante. hahaha

Lagunas 1
Laguna Miscanti

Após conhecermos as famosas Lagunas Altiplânicas do Atacama, nossa segunda parada foi em Piedras Rojas, que também é conhecida como Salar de Talar.

IMG_3465
Piedras Rojas – Salar de Talar

Sabe aquela sensação de estar em outro planeta? Pois é, eu senti isso lá. Aquelas pedras avermelhadas com formações rochosas diversas dão um charme todo especial para o local. Ficamos nesse local quase 1 hora. Deu tempo de sobra de tirar muitas fotos!

IMG_3457
Piedras Rojas – Salar de Talar

Se querem a famosa foto com esse reflexo da montanha nevada, o inverno é a única estação que não é recomendada. É fácil encontrar essa pedra!

IMG_3474
Piedras Rojas – Salar de Talar

De qualquer ângulo é muito surreal ver isso de perto! Vocês precisam conferir…

IMG_4977
Piedras Rojas – Salar de Talar

Próxima parada foi no Povoado de Socaire, onde almoçamos. Eles oferecem 3 tipos de pratos e o guia nos pergunta qual é o da nossa preferência antes de descer do micro-ônibus. As refeições estão incluídas neste passeio, o suco que fica em cima da mesa também, mas caso queiram pedir outra bebida, o pagamento deve ser feito a parte. Neste restaurante tinha banheiro, mas eu aconselho todos a sempre carregarem um rolo de papel higiênico na mochila, porque isso é bem raro nos banheiros que existem na travessia até Uyuni e nos passeios do Atacama.

Na ida do almoço para o Salar do Atacama, tem uma curiosidade bem legal. Não sei se todos sabem, mas a linha do Trópico de Capricórnio passa bem em cima do Deserto do Atacama e para sinalizar isso, tem uma placa contendo a latitude exata da linha. Peça para o seu guia parar próximo a placa para vocês tirarem fotos.

IMG_3552
Placa do Trópico de Capricórnio

Chegamos ao Salar do Atacama, que fica situado na Reserva Nacional los Flamencos. Neste período do passeio esqueça de todo o frio que relatei anteriormente. Por que lá é quente! Tão quente, que aconselho renovarem o protetor solar e também levarem um guarda sol, chapéu ou boné para cobrirem a cabeça.

Salar do Atacama
Salar do Atacama

O passeio é válido, mas não tem muitos lugares para proteger do sol intenso, fato que o torna desgastante. Locais cobertos, somente mesmo a área de banheiros e refeitório.

IMG_3604
Salar do Atacama

Última parada do tour foi no Povoado de Toconao, onde estava acontecendo uma tradicional festa na Praça central, cheia de barraquinhas vendendo comidas típicas e no palco, muitas apresentações teatrais e musicais. Foi bem interessante! Chegamos em San Pedro por volta das 18:00.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: As Lagunas Altiplânicas tem uma altitude média de 4.200 metros, ou seja, vá bem agasalhado porque venta bastante e faz um frio considerável. Não se esqueça também de levar soro fisiológico para os passeios de maior altitude. O nariz pode sangrar e precisa de hidratação. Em Piedras Rojas (Salar de Talar), você pode tirar uma camada de roupa, pois, o sol já aparece um pouco e uma blusa de manga pode resolver tranquilamente no verão/outono. No Salar do Atacama tive que dobrar a manga da minha camisa e cobrir a minha cabeça com meu lenço, para me proteger do sol forte. Então em um mesmo passeio, podem existir diferentes temperaturas e altitudes. Use roupas em camadas e bastante filtro solar nos passeios de dia todo.

Fomos para o hotel descansar e tomar banho para retornarmos para o centro da cidade, já que o passeio do Tour Astronômico sairia da porta da agência. Às 21:00 seguimos para Una Noche com las Estrellas, um observatório de estrelas, planetas, galáxias e tudo de mais interessante que possa existir no céu.

O céu do Atacama é um dos 10 mais apropriados em todo mundo para observação.

IMG_3865
Tour Astronômico

No início, fomos reunidos e serviram uma taça de vinho para esquentar, uma vez que o local é bem descampado e frio. Após as apresentações, os grupos são divididos em tour em inglês e tour em espanhol. O nosso tour, em espanhol, ficou na parte de observação nos telescópios e o outro grupo entrou para uma espécie de sala de aula. Ficamos praticamente 1 hora observando o céu em diferentes telescópios. É incrível! Após as observações, trocamos com o grupo que estava na parte de dentro. Lá eles explicam de maneira bem fácil o que são estrelas, planetas, galáxias e tudo que havíamos visto nos telescópios de fora. Mostraram também como foram formados os signos do zodíaco. É muito interessante!

Ao final das explicações, é servido um coffe break com chocolate quente, mate e alguns petiscos. Caso queira tirar uma foto a parte, eles cobram $3.000 pesos chilenos por foto e enviam no seu e-mail.

IMG_4943
Tour Astronômico

O tour terminou por volta das 23:30 e logo em seguida regressamos à San Pedro. O trajeto durou cerca de meia hora e nos deixou na porta do nosso hotel e enfim, fomos descansar!

 

3º dia – Termas de Puritama e Lagunas Escondidas de Baltinache:

O dia começou um pouco mais tarde, mas nem por isso, mais quente. Tomamos café tranquilamente e o micro-ônibus da agência foi nos buscar às 09:00 da manhã. Neste dia iríamos conhecer as Termas de Puritama, um verdadeiro oásis de águas termais no meio do Deserto do Atacama. As termas ficam bem próximas à San Pedro, menos de meia hora. Chegando ao guichê pagamos $15.000 pesos chilenos para ter acesso ao local, lembrando que na agência você só pagará o valor dos passeios, o acesso aos locais ou parques, você paga quando chega ao local.

Termas de Puritama
Termas de Puritama

O micro-ônibus fica no estacionamento e nós fomos caminhando por quase 15 minutos até o vestiário. Já na área dos poços de banho, existem 8 ao total, mas somente do 2º ao 8º são apropriados para banho. Os primeiros poços são mais altos e consequentemente, mais quentes. As temperaturas variam de 34º até 28º à medida que você vai descendo para os poços seguintes.

DCIM157GOPRO
Termas de Puritama

Ficamos lá até as 12:30, depois fomos para o vestiário nos arrumar, pois, nosso micro-ônibus retornaria as 13h. Chegando à San Pedro, ficamos no hotel para tomar banho e nos arrumar para almoçar, já que tínhamos outro passeio programado para às 15h e que sairia da porta da agência (todos os passeios de manhã nos buscam no hotel e os a tarde e a noite saem da porta da agência). Almoçamos em um restaurante na Calle Tocopilla, que agora não me recordo o nome. Essa rua tem ótimas opções de restaurante, mas pesquise antes!

unnamed (1)
Termas de Puritama

Às 15:00 pontualmente o micro-ônibus saiu da porta da agência rumo ao nosso próximo destino, as Lagunas Escondidas de Baltinache. Nem todas as empresas fazem esse passeio, pois, além de ser um atrativo novo no Atacama, somente algumas são credenciadas para isso e a Lithium Adventure é uma delas. Os passeios para essas lagunas saem sempre à tarde. O trajeto balança demais, a estrada é ruim e demora cerca de 1 hora para chegar. Logo no guichê de entrada pagamos $5.000 pesos chilenos (se tiver carteirinha estudantil internacional, paga meia).

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: na entrada, ao lado do guichê, existem vestiários, banheiros e chuveiros de água doce. O chuveiro será imprescindível se você for entrar em alguma das lagunas.

As Lagunas Escondidas de Baltinache são um conjunto de 7 perfurações feitas no solo para extração de lítio de onde brotou água cristalina. A densidade de sal das lagunas é maior que a do Mar Morto, o que significa que ninguém vai conseguir afundar alí, mesmo se quiser. Somente a 1ª e a 7ª (última) laguna são apropriadas para banho. O caminho entre elas é irregular e cheio de pedras, aconselho a usar uma sapatilha aquática ou tênis somente no trajeto, para não correr risco de se machucar e estragar a sua viagem.

Lagunas escondidas2
Lagunas Escondidas de Baltinache

Decidimos entrar na última laguna, mas não foi uma boa escolha, já que o sal que fica literalmente grudado no corpo, chega a machucar no caminho de volta.

DCIM156GOPRO
Lagunas Escondidas de Baltinache – última laguna

Ele petrifica, fica arranhando a pele e somente água doce ameniza esses efeitos.

Lagunas escondidas
Lagunas Escondidas de Baltinache

O caminho de volta da última laguna até a entrada onde ficam os chuveiros, é de aproximadamente 2 km. Foi torturante carregar mochila e enfrentar o sol com todo aquele sal pelo meu corpo, mas são aquelas coisas que basta fazer uma vez na vida. haha

Lagunas escondidas1
Lagunas Escondidas de Baltinache

Na volta, o guia preparou um lanche bem gostoso e ficamos admirando o pôr do sol, que estava maravilhoso. Por volta das 20:20 já estávamos em San Pedro. Fomos direto para o hotel descansar. Afinal, já estávamos há 9 dias andando muito e acordando bem cedo praticamente todos os dias. Pedimos pizza e dormimos cedo.

 

4º dia – Salar de Tara:

Mais uma vez iniciamos o dia bem cedo e saímos antes do café da manhã, que já estava incluso no passeio. Estávamos a caminho do Salar de Tara, um dos passeios mais procurados do Atacama. Dessa vez, o nosso café da manhã foi numa parada bem em frente ao majestoso Vulcão Licancabur.

IMG_3741
Vulcão Licancabur

Os cafés da manhã ao ar livre com esses cenários do Atacama serão inesquecíveis na minha vida. Só vivenciando para saber!

estrada
Deserto do Atacama

O Salar de Tara também fica dentro da Reserva Nacional los Flamencos. A primeira parada foi nos Monjes de la Pacana, que foram formadas por erupções vulcânicas que tem formatos de monges, é incrível.

DCIM156GOPRO
Salar de Tara – Monjes de la Pacana

A nossa próxima parada foi para apreciar Las Catedrales de Tara, paredões gigantescos de formações rochosas semelhantes a várias torres de catedrais.

Salar de Tara
Salar de Tara – Las Catedrales

Em frente as catedrais, encontra-se o Salar de Tara, cheio de lhamas e vicuñas (parecidos com lhamas e que estão espalhados pelo Atacama), distribuídos por todo o Salar.

Salar de Taraa
Salar de Tara

Nosso almoço foi de frente para o Salar de Tara, com uma vista privilegiada. Após o almoço retornamos para San Pedro aproximadamente às 17:00. Passamos na Calle Caracolles para lanchar e procurar souvenir para levar de recordação. Depois retornamos ao hotel para descansar.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: o Salar de Tara fica a 140 km de San Pedro de Atacama e tem uma altitude média de 4.400 metros, ou seja, vá bem agasalhado porque venta bastante e faz muito frio nas primeiras horas da manhã. Não se esqueça também de levar soro fisiológico para os passeios de maior altitude. O nariz pode sangrar e vai precisar de hidratação.

 

5º dia – Termas de Puritama, Valle de la Muerte e Valle de la Luna:

Para esta manhã, conseguimos fechar um passeio em PARCERIA com a Empresa Lithium Adventure para as Termas de Puritama. Gostamos tanto, que resolvemos voltar. O lugar é para relaxar e como estávamos bem cansadas, foi uma excelente pedida!

Como da outra vez, pagamos $15.000 pesos no guichê de entrada. Nesta oportunidade, explorei os outros poços de banho, já que só tinha ficado no 2º e no 3º da primeira vez.

É um passeio imperdível e vocês precisam fazer. Além do lugar ser lindo, as Termas são altamente relaxantes e confesso que repetimos exatamente por esse motivo!

Termas de Puritama1
Termas de Puritama

Às 13:30 estávamos de volta à San Pedro. Neste dia, 3 das 4 amigas que estavam viajando comigo, partiram para Santiago. Mas eu e mais uma amiga, resolvemos ficar e explorar o Atacama por pelo menos mais um dia, já que a nossa intenção era de fazer tudo que desse tempo, caso nunca mais voltássemos.

Retornamos ao hotel, tomamos banho e fomos almoçar no Restaurante Barros, na Calle Tocopilla. O restaurante tem pratos maravilhosos com preços muito acessíveis. Os pratos são bem servidos e se no dia não estiver com muita fome, pode tranquilamente dividir com alguém. Ele fica em uma das esquinas da Calle Tocopilla.

Finalmente neste dia iríamos conhecer dois dos lugares mais famosos do mundo, Valle de la Muerte e Valle de la Luna. Nosso tour saiu pontualmente às 16:30 da frente da agência com direção ao Valle de la Muerte, que fica a 14 km de San Pedro e tem altitude média de 2.400 metros. É um passeio ideal para o primeiro dia no Atacama. Nós começamos pelas Lagunas Altiplânicas porque já estávamos aclimatadas, afinal estávamos antes em Uyuni.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: levar de 1 a 1,5 litro de água. Caminhamos bastante e venta muito, mas a caminhada é tranquila, porém, sempre embaixo de sol, sem muita sombra.

No guichê de entrada do Valle de la Muerte pagamos $3.000 pesos chilenos para entrar. Começamos fazendo uma caminhada leve com paisagens lindíssimas, vales e vulcões por toda parte.

IMG_3933
Valle de la Muerte – Diferença de cores

Beirando a Cordilheira de Sal, as formações rochosas e vulcânicas enfeitam o cenário.

unnamed
Valle de la Muerte

Na saída, conseguimos avistar muitas pessoas praticando sandboard nas grandes dunas do Valle de la Muerte, uma espécie de snowboard, só que na areia. As agências também oferecem esse passeio. No total, ficamos um pouco mais de 40 minutos caminhando da entrada até a saída do parque, onde o micro-ônibus estava nos esperando para ir para o Valle de la Luna.

unnamed (2)
Valle de la Muerte – ao fundo, a galera praticando sandboad nas dunas

Seguindo viagem, paramos no guichê do Valle de la Luna que possui uma estrutura bem melhor. Tem lanchonete, lojinha de souvenir e banheiros. Pagamos $3.000 pesos chilenos para ter acesso ao Valle.

DCIM158GOPRO
Valle de la Luna – Cordilheira de Sal

A primeira parada foi no Canion de las Cuervas de Sal, um lugar onde é recomendado deixar as mochilas no carro e levar somente câmera ou celular para tirar fotos. Gente! É sério! Quanto mais entramos nos cânions, mais apertado vai ficando… alguns minutos chegam a ser desesperadores.

DCIM158GOPRO
Valle de la Luna – Canion de las Cuervas de Sal

Acho que deveriam fornecer capacetes para a realização desse passeio. Bati a minha cabeça em uma pedra e fez um galo enorme. Se eu voltasse ao Valle de la Luna, com certeza ficaria dentro do carro nessa parada do passeio.

DCIM158GOPRO
Valle de la Luna – Canion de las Cuervas de Sal

Enfim, saímos dos cânions e voltamos para o micro-ônibus. A próxima parada foi para observar as Três Marias, que são 3 formações rochosas semelhantes a Nossa Senhora. É bem interessante!

A próxima e última parada era a mais esperada do passeio. Assistir o pôr do sol próximo a Piedra del Coyote. Ponto mais famoso para a contemplação do pôr do sol de todo o Deserto do Atacama.

DCIM158GOPRO
Valle de la Luna – Piedra del Coyote

Infelizmente a pedra está interditada devido a uma rachadura na porta, impossibilitando que os turistas tirem aquelas fotos iradas, mas demos um jeito e tiramos muitas fotos legais. À medida que o sol ia se pondo, mais lindo ia ficando. O lugar fica lotado nesse momento, todos querem registrar, o que talvez, vai ser o pôr do sol mais lindo da vida. Posso dizer com toda certeza que o pôr do sol mais lindo da minha vida não foi esse, mas está no meu TOP 10 (em breve um post com os pores do sol mais lindos que já vivenciei).

IMG_4758
Valle de la Luna – depois do pôr do sol

Depois do entardecer, voltamos para San Pedro e fomos jantar no Restaurante Tierra Todo Natural, na Calle Caracolles. Logo em seguida fomos para o hotel, afinal, naquele dia precisaríamos dormir bem cedo, já que no dia seguinte tínhamos que madrugar.

 

6º dia – Geysers del Tatio, Povoado de Machuca e Ida para Santiago:

Literalmente caímos da cama às 04:30 da manhã, já que nosso tour para os Geysers del Tatio nos buscaria no hotel entre às 5:00 e 5:30 da manhã. Neste dia, fechamos PARCERIA com a Empresa top do Atacama, a Ayllu Atacama. Eles nos aconselharam a ir bem agasalhadas: luva, roupas térmicas, blusa de frio corta vento, touca, lenço para tampar o rosto e muita força de vontade para aguentar os quase -5º que estava fazendo, numa altitude de 4.300 metros, que dava uma sensação térmica de quase -10º.

Geysers
Geysers del Tatio

Os geysers ficam à quase 100 km de San Pedro, o que dá mais ou menos 1 hora e meia de trajeto devido as condições da pista. Conforme foi avisado, estava frio! Muito frio! O nosso guia recolheu os $10.000 pesos chilenos de cada um para comprar nossas entradas. Um anjo, porque ninguém estava com coragem de descer. hahaha

Geysers del Tatio1
Geysers del Tatio

Os Geysers del Tatio é o maior grupo de geysers do Hemisfério Sul, 3º maior campo geotérmico do mundo e estão em uma altitude média de 4.300 metros. A melhor hora do dia para vê-los em atividade, são as primeiras horas da manhã. É aconselhado chegar ao parque antes do sol nascer. E realmente é surreal como me disseram. Ficamos andando pela parte norte e o guia contando histórias e curiosidades. É muito interessante!

Seguindo a caminhada, fomos conhecer as Piscinas Termais, que tem temperatura média de 35º. Muita gente se aventurou, mas eu só lembrava do frio que estaria fazendo quando eu saísse. hahaha

Geysers del Tatio
Geysers del Tatio – piscinas naturais

Quando fomos para a parte sul, notei que os jatos d’água que se transformam em fumarola eram mais altos e mais espalhados, chegando a até 10 metros de altura e temperaturas de até 80º C. Olhando de longe, forma uma paisagem única. Esse foi o cenário escolhido para o nosso café da manhã em estilo buffet, oferecido pela Empresa Ayllu Atacama.

Geysers café da manhã
Café da Manhã Ayllu – Geysers del Tatio

Estava simplesmente divino! Ovos mexidos, torradas quentinhas, café, leite, croissant, pães, queijos, nutella, frutas frescas, sucos naturais… tudo impecável!

IMG_3993
Café da manhã Ayllu – Geysers del Tatio

Após o café da manhã, fizemos algumas paradas para fotografar os animais da região e seguimos para conhecer o Povoado de Machuca.

DCIM159GOPRO
Povoado de Machuca

Lá eles vendem espetinho de lhama e pastel frito de queijo de lhama. Não experimentei, mas quem comeu, aprovou. Em um pequeno monte, fica a única igrejinha do Povoado. Subimos para tirar algumas fotos enquanto o pessoal comia. Foi uma parada bem rápida!

IMG_4015
Povoado de Machuca

Seguimos então o caminho de volta para San Pedro de Atacama, nos deparamos com cada paisagem magnífica! Tivemos que descer para registrar o momento!

IMG_4010
Voltando dos Geysers del Tatio

Chegamos à cidade às 13h, arrumamos nossas malas e fizemos check out no hotel, já que a nossa próxima parada seria Calama, onde fica o aeroporto que recebe os turistas que querem ir para o Atacama.

Adquirimos o transfer na Empresa Lithium Adventure e pagamos $12.000 pesos chilenos por pessoa. Nos buscaram no hotel às 18h e seguimos com destino a Calama em um trajeto que durou aproximadamente 1:40. Nosso voo para Santiago era às 20:40 e quase o perdemos, devido ao atraso do motorista do transfer. Fiquem atentos a isso!

Despachamos nossas bagagens e corremos para a sala de embarque faltando 10 minutos para o tempo limite. O Aeroporto Internacional El Loa (CJC) em Calama é bem pequeno e não tem muitas opções de refeição, então aconselho que se alimentem em San Pedro de Atacama antes de pegar a estrada.

POST >> Quer saber como foram nossos dias em Santiago? Clique aqui!

 

GASTOS EM SAN PEDRO DE ATACAMA:

Câmbio em San Pedro de Atacama: R$1 = $190 pesos chilenos

  • Hospedagem (Hotel Domos los Abuelos – 5 diárias): US$191,50 dólares por pessoa
  • Passeios com a Empresa Lithium Adventure: $145.000 pesos chilenos
  • Entrada nos parques: $56.500 pesos chilenos
  • Alimentação (almoço / jantar): $40.000 pesos chilenos (5 refeições)
  • Transfer de San Pedro > Calama: $12.000 pesos chilenos
  • Passagem aérea (ida) pela cia Sky de Calama > Santiago: US$53 dólares
  • TOTAL: (+/-) R$2.200 por pessoa

4 comentários

  1. Quanto fotão, Pam!! Caramba. Eu tô ficando muito ansiosa, não vejo a hora de ter as passagens em mãos! Certamente que vou ler, reler e “tri-ler” tudo isso! hehehe

    Você capricha nos registros! Parabéns! Um Chêro :*

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.