Trilhas gratuitas e fáceis de fazer no Rio de Janeiro – RJ

Publicado por

Resolvi fazer esse post para encorajar mais mulheres, para que saibam que podem sim fazer trilhas pelo Rio de Janeiro, tomando devidos os cuidados e aproveitando todas as vistas incríveis que a cidade pode proporcionar!

Como as duas trilhas que estão neste post foram as primeiras que eu fiz, aos poucos, quando for fazendo outras por lá, vou adicionando aqui nesse post para ajudar vocês. Combinado?

.

1- TRILHA DA PEDRA BONITA

Pedra Bonita – vista de cima

Localizada dentro do Parque Nacional da Tijuca, a Pedral Bonita fica juntamente com a Pedra da Gávea entre os bairros de São Conrado e da Barra da Tijuca. O caminho é muito agradável e passa por áreas de reflorestamento com mata fechada. A altitude da Pedra é de 693 metros e a trilha é de aproximadamente 1.250 metros (ida e volta), de nível fácil, levando cerca de 30 a 40 minutos para subir e um pouco menos que isso para descer. O funcionamento é de 08:00 às 17:00 e a última subida às 15:30.

Parque Nacional da Tijuca

Primeiro fator que me fez escolher essa trilha foi, sem dúvida, a vista lá de cima!
Do topo da Pedra Bonita conseguimos avistar o Cristo Redentor, o Morro Dois Irmãos (de costas), as Praias de Ipanema, de São Conrado de um lado, e do outro a Praia da Barra da Tijuca, além de uma vista mais que privilegiada da Pedra da Gávea, dona do famoso Rosto do Imperador.

Pedra Bonita – vista de cima

Como fizemos a trilha da Pedra do Pontal mais cedo, seguimos para Pedra Bonita após o almoço. Pedimos um uber e ele nos deixou no estacionamento. Muito importante que você peça ao motorista que te deixe no estacionamento, mesmo que demore a liberar vaga, pois, a subida da entrada até o estacionamento é foda para ir a pé! Em frente ao estacionamento tem uma senhora que vende água, lanches e também tem banheiro (tudo pago, claro), caso queira usar antes de subir. Importante frisar que esta trilha é GRATUITA.

.

SOBRE A TRILHA:
Começamos a trilha da Pedra Bonita por volta das 14:30, lembrando que é só subida até o topo. Fizemos a ida em 35 minutos, caminhando bem tranquilamente, pois, alguns lugares podem estar escorregadios devido as chuvas ou até mesmo a própria umidade, por isso, é muito importante estar de bota de trilha. Pela trilha vimos crianças, idosos e até uma grávida de vários meses, ou seja, sem desculpinha para você não fazer essa trilha… hahaha

Parque Nacional da Tijuca

No caminho, acho que mais ou menos na metade da subida, tem um lugar que podemos até chamar de mirante, dono de um visual mais que privilegiado (foto abaixo), além de fazer uma parada estratégica para continuar a subida com um pouco mais de fôlego.

Parada estratégica – vista linda

Chegando lá em cima, a gente tem a sensação de estar no topo do Rio de Janeiro, dá para ver tudo, ou quase tudo! É muito top mesmo! Usamos boa parte do tempo para explorar e procurar bons ângulos para tirar nossas fotos.

Pedra Bonita – vista para a Barra da Tijuca

No dia que for, reze muito para São Pedro colaborar e não mandar nuvens encobrindo tudo. Perto das 16:30 a vista lá de cima ficou completamente encoberta por nuvens, ainda bem que bem antes, conseguimos tirar muitas fotos lindas!

ENCOBRIU TUDO e eu posso provar! Alguém está conseguindo ver a Pedra da Gávea na foto abaixo? Eu estava virada de frente para ela e não estava conseguindo enxergar! haha

Pedra Bonita – vista da Pedra da Gávea ao fundo

A descida foi muito tranquila, cerca de 30 minutos, mas quando chegar ao estacionamento, não tem sinal para pedir o uber, então infelizmente, você vai ter que descer a pé até a entrada, e essa descida é muito foda (com ênfase). Se você sentir segurança, tente conseguir uma carona com quem estiver descendo de carro para a entrada.

DICA IMPORTANTE: para ter sinal de celular, desça até a entrada da estacionamento, vire na curva à esquerda até chegar em frente a uma guarita. Somente nesse lugar vai ter sinal para pedir uber.

.

2- TRILHA DA PEDRA DO PONTAL

Pedra do Pontal

Localizada na Praia do Recreio, a Pedral do Pontal fica exatamente na divisa entre a Praia do Recreio (à esquerda) e a Praia da Macumba (à direita), é ligada ao continente por uma faixa de areia visível quando a maré está baixa. Próximo do meio dia, quando descemos, a maré já estavam encobrindo essa faixa. A altitude da Pedra é de aproximadamente 125 metros e a trilha é de mais ou menos 500 metros, de nível fácil à moderado, mas não deixe de usar um chapéu e de passar bastante protetor solar. Importante frisar que esta trilha é GRATUITA.

.

SOBRE A TRILHA:
Começamos a trilha cerca de 09:20 da manhã, essa hora ainda não tem muita água na faixa de areia e dá para atravessar tranquilamente sem molhar os pés. Logo quando iniciamos a subida, percebi que é muito importante usar bota de trilha, porque em alguns pontos escorrega um pouco. Após uns 15 minutos de subida, chegamos em um mirante que fica à direita da trilha que tem a vista muito linda.

Continuando, chegamos a parte mais difícil, uma subida (foto da Clara abaixo) que necessita de corda e como fomos no final de semana, já estava montada por uma equipe de rapel que deixa o pessoal usar, então não sei dizer com certeza se essa corda ou outra corda ficam fixas no local durante os dias de semana.

Pedra do Pontal – subida / descida

Já no topo, tinha um pessoal fazendo rapel e a descida era de R$40 por pessoa. A vista de lá é mais perfeita ainda pessoalmente. A subida total da trilha durou cerca de 45 minutos (com paradas para fotos) e valeu demais!

Fiz a Trilha da Pedra do Pontal e da Pedra Bonita no mesmo dia, acompanhada de duas amigas. Fizemos sozinhas, sem guia e foi super tranquilo. Elas são a Jess do @andarilhas e a Clara do @lugaresqueamamos_. Já corre lá para seguir e conhecer o ig delas também!

Depois de conhecer a parte de trás e a lateral da Pedra do Pontal, iniciamos a descida que durou bem menos de 30 minutos e foi molezinha! Chegando na faixa de areia, já pode tirar sua bota para não molhar e dar um tchibum no mar para refrescar…

DICA IMPORTANTE: andando pelo calçadão da Praia da Macumba, tem várias barraquinhas vendendo água de côco, água mineral, sucos, etc. Passe em uma delas para se hidratar (foto abaixo).

Praia da Macumba e Pedra do Pontal – ao fundo

.

Então vamos deixar combinado aqui! Nas minhas próximas trilhas pelo Rio, vou completando esse post. Se tiverem alguma dúvida, deixem nos comentários que respondo todas!


Quer conferir todos os posts de destinos nacionais do Blog? CLIQUE AQUI!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.