2 dias em Berlim – Alemanha

Publicado por

Saímos de Amsterdam no ônibus das 23:00 da empresa CITYBUS que pegamos na Estação Amsterdam Sloterdijk. A viagem era direta para Berlim e durou aproximadamente 8 horas, a madrugada toda. Pagamos €25 pela passagem. Achei muito prático e barato, porém, muito cansativo. Quando forem adquirir as passagens, observem bem o custo x benefício. As passagens para trechos internos na Europa ficam disponíveis nos sites das empresas de ônibus e trem 3 meses antes da data de sua viagem.

MOEDA: euro.

IDIOMAS: alemão.

PERÍODO DA VIAGEM: 20 à 22 de outubro de 2017 – outono.

INTERNET: chip da @easysim4u. Único que pega em mais de 140 países e já chega ao seu destino conectado com internet 4G.

POST >> Quer saber como foram os dois dias que passamos em Amsterdam, capital da Holanda? Clique aqui!

 

1º dia – CITY TOUR – East Side Gallery, Alexanderplatz, Berliner Fernsehturm, Berliner Dom, Checkpoint Charlie, Topografia do Terror e Potsdamer Platz:

Chegamos a Berlim às 07:00 da manhã. Desembarcamos no Berlin ZOB Bus Terminal Messedamm, que fica a aproximadamente 30 minutos do local onde ficamos hospedadas. Éramos 4 e pagamos €27 por um taxi até o hostel.

Fizemos todas as reservas das nossas acomodações pelo booking.com, e dessa vez, a escolhida foi o Plus Berlin, situado na Warschauer Platz 6-8, com excelente localização, pertinho do metrô. Pagamos €200 por 2 diárias em um quarto para 4 pessoas com banheiro privativo. Esse foi o maior hostel que ficamos hospedadas durante toda Eurotrip e por isso, nos perdemos várias vezes. Apesar do tamanho, é muito limpo e organizado. A lavanderia e a cozinha também são excelentes…

Não conseguimos fazer o check in logo que chegamos, então deixamos nossas malas no locker do hostel e fomos caminhar, parecendo mortas vivas, mas fomos. hahaha

Seguimos a pé até a nossa primeira parada e pelo caminho, Berlim já ia surpreendendo muito a cada quarteirão. Totalmente a cara do outono!

A nossa primeira parada foi na East Side Gallery, que existe ao longo de 1113 metros do Muro de Berlim do lado leste que foi preservado da demolição. Se tornou a galeria de arte ao ar livre com maior duração no mundo, inaugurada em 1990 e existente até os dias de hoje…

IMG_4007
East Side Gallery – Muro de Berlim

A obra mais famosa da East Side Gallery recebe o nome de Mein Gott hilf mir, diese tödliche Liebe zu überlebe (traduzindo: Meu Deus, me ajuda a sobreviver a este amor mortal), às vezes também pode ser chamada de o Beijo Fraternal. A pintura representa Leonid Brezhney e Erich Honecker em um beijo fraternal, reproduzindo uma fotografia que registrou o momento em 1979, durante o 30º aniversário da fundação da Alemanha Oriental. O autor do grafite foi Dmitri Vrubel, pintor russo.

IMG_2777
East Side Gallery – o Beijo Fraternal

Na galeria existem outros grafites bem legais! Confira abaixo:

Seguimos em direção à próxima parada, o bairro de Mitte. Fomos conhecer a Alexanderplatz, uma grande praça e terminal de transportes públicos no centro de Berlim. Os berlinenses a chamam carinhosamente de Alex.

DCIM180GOPRO
Alexanderplatz

No centro da praça, está o Urania-Weltzeituhr, relógio mundial com o horário e fusos das principais cidades do mundo. Fiquei por um tempo observando. É muito interessante!

IMG_4031
Urania-Weltzeituhr

Ao fundo da praça, vemos a Berliner Fernsehturm, torre de TV e radiodifusão de sinal, apelidada de Torre Alex. Com 368 metros, ela é um grande destaque na Alexanderplatz e símbolo da cidade. É possível fazer visitação ao topo da torre que possui um restaurante e uma vista privilegiada de 360º de Berlim. Para saber mais, clique aqui!

IMG_4032
Berliner Fernsehturm – ao fundo

Após sairmos da Alexanderplatz, seguimos para Berliner Dom. Pelo caminho, passamos pela entrada que dá acesso ao elevador que vai até o topo Berliner Fernsehturm, a Torre de Berlim.

IMG_2875
Berliner Fernsehturm

Mais à frente está a Marienkirche, a Igreja Santa Maria de Berlim, inicialmente um templo católico que foi convertida ao protestantismo durante a Reforma Protestante. Juntamente com Nikolaikirche, a Marienkirche é a Igreja mais antiga de Berlim.

IMG_4051
Marienkirche – Igreja Santa Maria de Belém

Passamos pelos fundos da Rotes Rathaus, a Prefeitura de Berlim, residência oficial do prefeito e do governo do estado de Berlim. Em frente está a Fonte de Netuno, construída em 1891.

IMG_4059
Rotes Rathaus e Fonte de Netuno

Enfim chegamos a Berliner Dom, a Catedral de Berlim, uma catedral protestante luterana que foi construída entre 1895 e 1905 e se encontra na Ilha dos Museus.

IMG_2958
Berliner Dom

Do lado esquerdo da Berliner Dom, encontramos o Altes Museum, o maior e mais importante museu do mundo no campo da arte antiga da Grécia, Roma e Etrúria.

IMG_4060
Altes Museum

Após a visita fomos almoçar. Queríamos experimentar uma comida local e pesquisamos rapidamente um bom restaurante no Trip Advisor, próximo de onde estávamos. Experimentamos eisbein, o famoso joelho de porco, comida típica alemã. Vem acompanhado com repolho refogado, batatas cozidas e bacon. Estava maravilhoso!

IMG_4086
Eisbein – joelho de porco

Depois do almoço seguimos para a Gendarmenmark, uma praça com arquitetura impressionante, considerada por muitos berlinenses, a mais bonita da cidade. Nos meses de inverno, ela recebe um mercado natalino e uma pista de patinação no gelo.

IMG_4091
Gendarmenmark

Continuamos a caminhada até o Checkpoint Charlie, um dos pontos turísticos mais visitados de Berlim. Fica localizado na junção das ruas Friedrichstrasse com Zimmerstrasse e Mauerstrasse.

IMG_4094
Checkpoint Charlie

Nome dado pelos aliados, era um posto militar que ficava na divisa entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental durante a Guerra Fria.

IMG_6733
Checkpoint Charlie

Próximo ao Checkpoint Charlie, está a BlackBox Cold War. Um espaço dedicado à Guerra Fria com entrada gratuita. Possui exposições de fotográficas, vídeos, documentários, documentos, elementos de propaganda e objetos que mostram o que era a eminência de uma guerra nuclear.

IMG_4102
Checkpoint Charlie – BlackBox

À menos de 5 minutos a pé do Checkpoint Charlie, está a Topografia do Terror, situado na Niederkirchnerstraße 8, é mais um museu ao ar livre da cidade.

No local onde os nazistas planejaram e organizaram o holocausto, está hoje o centro de documentação Topografia do Terror, um dos principais e mais visitados memoriais ou como é chamado em alemão, erinnerungsorten (locais de lembrança) de Berlim.

Após a visita à Topografia do Terror, seguimos a pé por mais 10 minutos até a Potsdamer Platz, uma praça de Berlim com prédios super modernos e estilosos. É um dos locais mais movimentados e visitados da cidade. A praça fica a aproximadamente 1 km de dois pontos turísticos importantes de Berlim: o Portão de Brandemburgo e o Palácio do Reichstag.

IMG_3064
Potsdamer Platz

Já estava entardecendo e começou a chover quando estávamos na Potsdamer Platz. Resolvemos retornar para o hostel para lavar roupa. SIMMM! Depois de 20 dias de viagem, a roupa limpa estava no fim. A lavanderia do hostel é show!

Deixamos as roupas lavando e fomos jantar na casa da Ka e do Fábio, um casal de brasileiros que mora em Berlim há alguns anos. A Ka @ka_abroad foi uma amiga que o Instagram me deu. O jantar foi ótimo e a farra mais ainda. Me esperem em Berlim de novo viu! Vou voltar…

Após o jantar, corremos para o hostel rezando para que nossas roupas ainda estivessem na lavanderia. hahaha Graças a Deus estavam!

Terminamos de lavar tudo às 4 da manhã e fomos dormir. Isso ninguém conta né? Todo mundo só vê as fotos bonitas da viagem! haha

 

2º dia – CITY TOUR – Portão de Brandemburgo, Memorial do Holocausto, Palácio do Reichstag (Parlamento Alemão) e Cúpula do Parlamento:

E quem disse que conseguimos acordar para o horário que estava agendada a visita à Cúpula do Parlamento Alemão? hahaha

Depois de dormir tão tarde, ninguém lembrou de ativar o despertador. Acordamos quase meio dia e nosso horário era às 11:30. Para visitar a Cúpula é obrigatório agendar com antecedência pelo site oficial do Parlamento.

Como não daria mais tempo (calma! mais pra frente deu certo) de fazer a visita, fomos almoçar na região do hostel mesmo. Duas amigas foram experimentar uma comida típica, eu e outra amiga fomos comer pizza e hambúrguer mesmo. hahaha

Depois do almoço estava muito frio, pegamos um taxi e fomos para o Portão de Brandemburgo, que está localizado no bairro de Mitte, centro da parte Ocidental de Berlim.

DCIM180GOPRO
Portão de Brandemburgo

O Portão de Brandemburgo, inaugurado em 1791 para comemorar vitórias prussianas, é a antiga porta da cidade com 26 metros de altura. Foi reconstruído no final do século XVIII como um arco do triunfo neoclássico e hoje é considerado um dos monumentos mais conhecidos da Alemanha. O local marca a divisão entre leste e oeste, sendo o símbolo da reunificação de Berlim.

IMG_7314-
Portão de Brandemburgo

Bem próximo ao Portão de Brandemburgo estão dois pontos turísticos importantes: o Memorial do Holocausto e o Palácio do Reichstag – Parlamento Alemão. Quando for montar seu roteiro, inclua todos para o mesmo dia.

Seguimos primeiro para o Memorial do Holocausto, que fica à esquerda, menos de 10 minutos do Portão. O Memorial do Holocausto foi construído em 2005 em memória aos mais de 6 milhões de judeus mortos durante o regime nazista. Todo ao ar livre, são mais de 3.000 blocos de concreto que compõe o Campo das Estrelas.

IMG_4146
Memorial do Holocausto

O local é de muita reflexão! Não tire fotos sorrindo, respeite o motivo da criação do Memorial. Nesse site, o autor faz uma crítica interessante sobre esse assunto!

IMG_7227
Memorial do Holocausto

Saindo do Memorial do Holocausto, seguimos caminhando à direita por mais 10 minutos para conhecer, mesmo que por fora, o Reichstag. O Palácio do Reichstag é o nome do edifício onde o Parlamento Alemão exerce suas funções. Inaugurado em 1894 todo em estilo neo-renascentista, possui 137 metros de comprimento e 97 metros de largura.

Passamos em frente a entrada das visitas para a Cúpula do Parlamento e resolvemos arriscar. Tínhamos o comprovante do agendamento com o horário das 11:30, lembrando que a visita é gratuita. Com todo o jeitinho brasileiro conversamos com o funcionário que estava na entrada e ele não nos autorizou, na verdade foi até bem grosso perguntando se sabíamos ler que o horário já havia passado. hahaha

Mas encontramos outra funcionária que se dispôs a nos ajudar e liberou a nossa entrada. Passamos pelo raio-x e a visita guiada começou logo em seguida…

Pegamos o áudio-guia em português ao chegar na Cúpula. O interessante é que eles ativam automaticamente a partir do momento que pisamos na rampa. Essa rampa vai dando várias voltas na parte de dentro da Cúpula até chegar ao topo e a medida que você vai caminhando, o áudio-guia vai contando a história dos prédios que podem ser vistos lá de cima. É muito interessante!

Eu acho que ficaria muito chateada se tivesse perdido a visita à Cúpula. É sem dúvida, o ponto turístico que não pode faltar no seu roteiro quando estiver programando sua viagem para Berlim.

IMG_4161
Cúpula do Parlamento Alemão

Além da Cúpula, também podemos visitar o terraço onde ela fica. Uma pena termos pego dias chuvosos em Berlim. Já pensaram nessa vista com sol? Deve ser incrível!

DCIM180GOPRO
Cúpula do Parlamento Alemão

Ao sairmos, o Palácio do Reichstag já estava totalmente iluminado! Maravilhoso!

IMG_4165
Palácio do Reichstag – Parlamento Alemão

Infelizmente, com o nosso atraso para começar os passeios desse dia, estava a noite quando saímos do Parlamento. Ao lado dele, existe um parque lindo que também pode ser visitado. O Parque Tiergarten é o pulmão verde de Berlim!

De lá seguimos para conhecer o Bikini Berlin, centro comercial que é uma combinação de shopping, gastronomia, escritórios, cinema, aprendizado, entretenimento e ainda tem um hotel. É um local bem descolado e uma ótima opção para passar o tempo em Berlim. Lá tem vários restaurantes veganos.

IMG_4170
Bikini Berlin

Em frente a ele, está a Igreja Kaiser-Wilhelm Gedächtniskirche, que foi bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial. Quando esteve a ponto de ser demolida, foi tomada a decisão de criar um monumento comemorativo com os restos da igreja.

IMG_4171
Igreja Kaiser-Wilhelm Gedächtniskirche

Após o jantar voltamos para o hostel, pois, no dia seguinte sairíamos bem cedo de Berlim rumo à Praga.

POST >> Quer saber como foi conhecer Praga, capital da República Tcheca? Clique aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.