6 dias em Punta Cana – República Dominicana

Publicado por

Depois de Cancún, mantive viva a minha vontade de voltar ao Caribe.

Novamente juntamos os amigos, escolhemos Punta Cana como próximo destino e fomos à procura de um bom resort e dos passeios para preencher nossos dias no “paraíso”. Fechamos os passeios em Punta Cana com a Gabrielle Bonno da Brazilian Tours (+1 849 358-8637), uma brasileira que mora lá. Reservamos tudo com antecedência.

Infelizmente, duas semanas antes da data que escolhemos para viajar, o Furacão Matthew atingiu boa parte da costa caribenha, afetando países como Cuba, Bahamas, Haiti, República Dominicana, Panamá, México e um pedaço da Colômbia. Além da devastação em alguns lugares, ele deixou o clima louco e o mar agitado, perdendo um pouco daquela coloração turquesa, típica do Caribe.

Dia 02 de novembro de 2016 saímos do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek – Brasília (BSB) às 21:00 em um voo para o Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos (GRU), pois, nosso voo para Punta Cana era na manhã do dia seguinte.

 

IDIOMA: espanhol.

PERÍODO DA VIAGEM: 03 à 09 de novembro de 2016.

MOEDA: peso dominicano (DOP), mas aconselho a levarem dólar americano (USD).

CLIMA: os meses de agosto, setembro, outubro e novembro são quentes e úmidos – é a temporada de furacões. A possibilidade de um furacão estragar as suas férias é remota, mas existe. Foi o que aconteceu comigo! Portanto, fuja da região do caribe nesse período!

Antes de começar o meu relato, gostaria de frisar algumas coisas:

– A internet 3G em Punta Cana é horrível, seja da T-mobile, Vivo, Oi ou qualquer outra operadora. Esteja preparado psicologicamente para isso;

– Tudo é longe e taxi lá é caríssimo;

– Eles pedem propina (gorjeta) para tudo, mas você só paga se quiser;

– Todos os passeios tem transporte incluído e te buscam no resort;

– Todos os passeios também atrasaram para buscar. Explico isso no próximo tópico;

– Esteja preparado para os atrasos. Eles chamam essa falta de respeito com o turista de “horário dominicano”;

– Nunca troque dólar por peso dominicano.

1º dia – IDA PARA PUNTA CANA:

Dia 03 de novembro saímos do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos (GRU) às 06:20 com destino a Punta Cana em um voo da Copa Airlines. Fizemos uma conexão rápida no Aeroporto Internacional Tocumen (PTY) no Panamá, local de todas as conexões da cia aérea panamenha e pouco antes das 16:00 (horário local) chegamos à Punta Cana!

Mesmo o aeroporto sendo minúsculo, as bagagens demoraram muito tempo para serem liberadas para as esteiras e esperamos mais de 40 minutos. Antes de sair do Aeroporto Internacional de Punta Cana (PUJ), passamos no balcão da CVC para pegar as pulseiras que indicavam que temos o traslado CVC (incluído no nosso pacote) do aeroporto para o resort e resort para o aeroporto.

Próximo às 18:00 chegamos ao Resort Riu Naiboa, local que escolhemos para passar os próximos 6 dias. Deixamos as malas nos apartamentos e descemos para jantar. Neste dia, ficamos no resort aproveitando o serviço all inclusive, que por sinal, é de muita qualidade. A wifi do hall, piscinas e restaurantes é muito boa, mas para utilizar nas acomodações, deve ser pago separadamente.

Após o jantar demos uma passadinha rápida no bar, afinal, no próximo dia tínhamos passeios programados.

IMG_4921

IMPORTANTE: ao final do último dia do meu relato de Punta Cana, listarei passeios, valores e melhor horário para fazê-los.

 

2º dia – CENOTE HOYO AZUL e COCO BONGO:

Nosso dia começou muito cedo, às 7:15 estava marcado de nos buscarem, mas como o “horário dominicano” existe, passaram no nosso resort 07:30. Complicado! Pois, acordamos mais cedo para tomar café da manhã correndo e eles atrasaram sempre.

O transporte do Scape Park passou para nos buscar e aí começou a saga. Eles passam em 1.000 resorts, demora muito. Somente próximo das 09:30, duas horas depois, que fomos chegar ao Scape Park, complexo de lazer onde fica o Cenote Hoyo Azul.

18556221_306877879762122_2951355780463522930_n
Cenote Hoyo Azul

O complexo é lindo, tem várias atrações. Possui banheiros, área de espera com sofás, lanchonete e loja de souvenir. Perto do hall, tem araras e um macaco para tirar fotos, que são cobradas a parte, mas podem ser incluídas junto com as fotos do cenote e comprar o CD no final.

Partimos juntamente com o nosso grupo por uma pequena trilha de no máximo 15 minutos até o Cenote. Chegando lá, tivemos somente 30 minutos para curtir o local. Achei pouquíssimo tempo. Tirar boas fotos com aquela população toda lá, torna-se um teste de paciência. Mas tivemos a brilhante ideia de esperar o pessoal sair para tirar fotos e deu super certo!

14925470_1529937513689943_8816067213099034007_n
Cenote Hoyo Azul – cheio

A próxima turma só chegaria 20 minutos depois da nossa. Tivemos tempo de sobra para aproveitar aquela imensidão azul totalmente vazia.

18557115_306886209761289_2968655892722969706_n
Cenote Hoyo Azul – vazio

Depois, pegamos a trilha de volta e ficamos aguardando o transporte que nos deixaria no resort. Os horários do transporte são: 11:40 – 14:40 – 17:40. Para quem quer aproveitar mais o complexo, pode ficar e voltar em qualquer um desses horários.

Dicas de ouro sobre o Cenote Hoyo Azul:

– Procure ir logo pela manhã, na primeira turma do dia. Assim o Cenote não estará com a água turva e você vai poder tirar ótimas fotos;

– Depois que todo mundo sair, você pode ficar alí tirando fotos, pois, a próxima turma vai demorar um tempo para chegar;

– Para o Cenote leve somente a GoPro e uma toalha, para não ficar carregando muito peso, o restante deixe em algum armário com tranca.

Escolhemos voltar às 11:40 e o trajeto até o resort durou cerca de 1 hora. Chegando, fomos almoçar e depois aproveitar a tarde na praia do resort.

O Riu Naiboa fica dentro do complexo de resorts da Rede Riu. São eles: Riu Naiboa, Riu Palace e Riu Bávaro. O Riu Palace e Riu Bávaro ficam de frente para o mar, já o Riu Naiboa, fica atrás do Riu Palace. Quem está no Riu Naiboa tem acesso à praia, como todos os outros hóspedes da Rede Riu. O bar e restaurante da praia também são para todos. O acesso à praia se dá através de uma ruazinha a esquerda da área de piscina do resort onde podemos encontrar boates, farmácia, lojas de souvenir, mercado e ao final da rua, a Praia de Arena Gorda, que faz divisa com a Praia de Bávaro (mais conhecida de Punta Cana).

IMG_5012
Arena Gorda/Bávaro – Praias em frente aos Resorts Riu

O pôr do sol foi tímido, graças a aquele furacão que mencionei no começo e que mexeu com a cor da água e com o clima de Punta. Os dias não estavam tão bonitos como vimos nas fotos dos alguns conhecidos. Mas, é vida que segue. haha

18620356_306877779762132_3011816579875066596_n
Arena Gorda/Bávaro – Praias em frente aos Resorts Riu

Jantamos e fomos nos arrumar, porque tínhamos uma reserva para conhecer o Coco Bongo, boate que faz apresentações baseadas em cenas de filmes com as trilhas sonoras famosas. Também fazem covers perfeitos de cantores de renome internacional. É incrível. Lembra as apresentações da Broadway. Um verdadeiro show!

O ônibus passou para nos buscar às 22:00 e fomos direto para o Coco Bongo. Os shows duram em média 4 horas. Escolhemos ficar no Camarote Vip que tem local para sentar e bebidas all inclusive. Os garçons são animados e servem o pessoal do camarote sempre com o maior bom humor do mundo.

14572426_1531901040160257_6729541875021332838_n
Coco Bongo

Um fato que me deixou chateada foi que as apresentações do Coco Bongo de Punta Cana são idênticas as do Coco Bongo de Cancún e olha que eu estive em Cancún 2 anos antes. Precisam inovar! Mas para quem nunca havia visto, foi muito bom.

IMG_5121
Coco Bongo – Camarote VIP

Regressamos ao resort por volta das 04:00 da manhã…

 

3º dia – DOLPHIN ISLAND:

Dessa vez não precisamos acordar cedo, afinal o nosso passeio sairia somente às 12:15.

No horário marcado estávamos no hall e para nossa surpresa, uma agente da empresa Dolphin Island Park também. Fomos para o Check Point do resort, onde nos buscariam. Foi aí que o que estava bom, começou a piorar!

Começou a chover e onde estava o nosso transporte? Atrasado, claro! Fato super comum em Punta Cana…

Quase 40 minutos depois eles chegaram. Era uma espécie de trenzinho, igual tem nessas cidades de interior aqui do Brasil. Com as laterais abertas, começamos a molhar, pois, a chuva estava ficando forte, mesmo com o plástico transparente que tinha a função de proteger o turista do sol e da chuva. Como se isso já não bastasse, o motorista nos deixou no parque errado, debaixo de uma chuva fortíssima.

Mandei whatsapp para a Gabi (agente que nos vendeu os passeios) relatando o que estava acontecendo e depois de quase 20 minutos, o mesmo motorista passou para nos buscar.

Dessa vez, fomos em direção ao Dolphin Island Park, local que estava marcado o nosso nado com os golfinhos. Fomos para uma espécie de cais onde pegamos uma lancha rápida chamada “radical”. O piloto faz umas manobras de matar qualquer pessoa que tem algum problema mais sério de coração! Juro! Eu pensei que ia morrer cada vez que ele virava rápido haha… no final das contas foi divertido! O passeio com a lancha dura cerca de 15 minutos.

18620124_307195836396993_4122596068201288589_n
Vista do Dolphin Island

Descendo da lancha, chegamos ao local onde ficam os animais. Primeiro, fizemos o snorkeling com as arraias e tubarões. Nada demais! O tubarão fica imóvel o tempo todo, muito estranho! E as arraias ficam muito no fundo do tanque. Pensei que teríamos contato mesmo com elas.

Depois fomos para a parte onde ficavam os golfinhos. Ahhhh, gente! Que fofos! No pacote poderíamos interagir com 1 golfinho, mas tinham 2. Não entendi, mas adorei! Ficamos cerca de 1 hora tirando fotos e brincando com eles.

18557417_306885766428000_3806631443547301687_n
Dolphin Island

Já havia feito nado com golfinhos em Cancún, mas cada lugar é especial. Acho que faria novamente em outro país que visitar! Voltamos novamente na lancha “rápida”. Fortes emoções! haha

Após regressarmos ao cais, pegamos o transporte de retorno ao resort. Chegamos perto das 17:30 e fomos nos arrumar.

À noite fomos conhecer o Hard Rock Café Punta Cana, que fica situado no Palm Real Shopping. Hard Rock dispensa apresentações! Quem já foi sabe que é sempre uma excelente pedida em viagens. Próximo à meia noite, regressamos ao nosso resort para descansar.

 

4º dia – ISLA SAONA:

Amanheceu, fui dar uma olhada no tempo, e? Chovendo, claro! Aquela chuva que não nos largou nenhum dia nessa viagem…

Esse era o dia mais esperado! Queríamos que tudo saísse perfeito, mas infelizmente não foi bem assim. Saímos do resort às 07:00 da manhã com destino a Isla Saona, mas fizemos uma parada em um posto de gasolina para eles abastecerem e esperar os passageiros que iriam conosco. Achei despreparo parar em um posto para abastecer! Quando buscam os turistas, queremos ganhar tempo e não perder, esperando fazer uma coisa que já deveria ter sido feita.

IMPORTANTE: as pessoas vendem uma ideia de Punta Cana que não existe. A cidade de Punta Cana não é banhada pelo mar do Caribe. Somente a outra costa da República Dominicana que é. Justamente onde fica a Isla Saona.

Seguimos para o nosso destino. Cerca de 1:30 depois, chegamos a Playa Bayahibe, local de onde saem os catamarãs para a Isla Saona. Partimos em um catamarã descoberto e no meio do caminho, só para variar, a chuva nos pegou. Não estava forte, mas era aquela chuva que incomodava, sabe?

Playa
Playa Bayahibe

A primeira parada foi nas Piscinas Naturais onde estão as estrelas do mar. A parada foi de meia hora e contratei o serviço de um fotógrafo que estava no nosso tour, afinal com a chuva as fotos da GoPro e no celular não ficariam muito boas. Paguei US$10 por 20 fotos, mas pechinche, porque a primeira proposta do cara foi de US$60, simmm 60 DÓLARES. haha

IMPORTANTE: não cometa o mesmo erro que eu! Não tire a estrela do mar de dentro da água. Ela pode sofrer embolia e morrer. Infelizmente só soube desse risco que elas correm, depois da viagem.

CORRETA
Piscinas Naturais – Estrelas do mar

Meia hora depois, enfim chegamos à Isla Saona, a maior ilha caribenha adjacente à República Dominicana. Pertence à província La Romana no Caribe, está integrada ao Parque Nacional del Este. É um grande polo turístico devido às suas praias e belezas naturais.

IMG_5126
Isla Saona

Em meus pensamentos, a ilha teria uma estrutura top, mas infelizmente eu me chateei mais uma vez na República Dominicana. Sabem aquelas vilas de pescadores perto da praia, típico do Nordeste? A estrutura da Isla Saona é aquilo ou pior! Compramos o passeio vip, mas a diferença de quem comprou o outro, era só 1 lagosta por pessoa, que por sinal não estava gostosa, um vinho ruim e um espumante pior ainda. Sério! Foi uma decepção total. O que valeu a pena foi só que depois que chegamos lá, o tempo abriu e o sol saiu. Foi a nossa salvação! Porque esse passeio tinha tudo para ser horrível.

DCIM143GOPRO
Isla Saona

Depois do almoço fomos para o cais tirar fotos e estrear a bóia rosa que compramos na lojinha do resort. Ficamos tirando muitas fotos.

14947672_1533185246698503_7735503999619040590_n
Isla Saona

Infelizmente perto das 14:00 o guia já estava nos chamando para voltar para Punta Cana. Achei pouquíssimo tempo para o trabalho que dá chegar lá. Na verdade, quase tudo em Punta Cana me decepcionou, com exceção do Resort Riu Naiboa e alguns poucos passeios.

18670848_306887049761205_2456250304438809632_n
Isla Saona

Na volta de quase 1:30 pelo mar do Caribe, fomos a bordo de um catamarã gigante, com bebida liberada e muito reggaeton tocando. O pôr do sol desse dia foi sensacional! Simplesmente maravilhoso.

15055771_1542594222424272_4423145359694794300_n
Pôr do sol – Caribe – Voltando da Isla Saona

Chegamos ao resort antes das 19:00, mas já estava escuro. Fomos jantar e depois descansar!

 

5º dia – CAMINHADA NO MAR e 3×1:

Nosso dia, para variar, começou bem cedo. Às 07:35 o transporte do Seaquarium passou para nos buscar. Depois de quase 1 hora chegamos. Os passeios do Seaquarium saem do mesmo cais que os passeios do Dolphin Island, pois, são do mesmo proprietário.

Seguimos em um catamarã gigante de dois andares, para o mesmo lugar onde fizemos o nado com os golfinhos – Dolphin Island, mas dessa vez, era para novamente fazer snorkeling com arraias e tubarões, visitar o tanque onde ficam os golfinhos e tirar foto com o leão marinho.

15037135_1546743038676057_7895181215302413798_n
Golfinhos

Como já havia ido nas arraias e no tubarão, fui somente tirar foto com o leão marinho, que por sinal, era enorme e muito fofo!

15073479_1538588792824815_4246827684023672173_n
Leão marinho

Depois, o catamarã seguiu rumo aos corais onde faríamos a caminhada no mar. Ao chegar, recebemos as instruções de como utilizar os capacetes e os sinais (ok, ajuda, subir, etc). Iniciamos a decida… os corais ficam 5 metros de profundidade e a pressão nos ouvidos é natural, por isso é aconselhável descer devagar e sempre tampando o nariz e fazendo pressão para aliviar.

Passamos por um caminho já pré-determinado e fomos observando os corais. Infelizmente você não pode tirar fotos com a sua máquina e nem descer com ela. Achei bizarro, porque eles não oferecem o serviço de fotos, somente de vídeo. É aquele típico passeio que eu poderia ter deixado de fazer. Não tenho nem fotos minhas para compartilhar com vocês, mas vou pegar uma do google e colocar aqui embaixo. O valor do vídeo era de US$60, um absurdo!

aventura-subaqu-tica-no-seaquarium-em-punta-cana-in-punta-cana-341431
Caminhada no mar – retirada do google

Após o passeio, voltamos para o catamarã e fizemos um passeio pela região. O dia estava lindo e pela primeira vez na viagem, o mar de Punta Cana estava com a cor perto do que eu achava que realmente era. Serviram bebidas e sanduíches para todos. Tocava reggaeton e tinha um pessoal da empresa animando os turistas. A volta animada e a foto com o leão marinho salvaram o passeio.

DCIM144GOPRO
Passeio no catamarã

Quando chegamos ao cais, pagamos US$10 dólares pela foto impressa com o leão marinho e o pessoal da Brazilian Tours já estava a nossa espera, afinal iríamos para outro passeio em seguida. No caminho passamos em uma padaria e pudemos escolher um lanche que foi cortesia deles.

Chegamos à praia de onde parte o passeio 3×1, que consiste em parasailing + snorkeling em piscinas naturais + mergulho. Foi simplesmente o melhor passeio da viagem toda. Preferia ter feito ele mais vezes e eliminado passeios como a caminhada no mar, por exemplo.

DCIM145GOPRO
Parasailing

A primeira atividade do 3×1 foi o Parasailing. Entramos em um barco bem bonito e decorado. O paraquedas era o mais lindo dos que eu tinha visto até então em Punta. A subida é feita de duas em duas pessoas e é simplesmente surreal ver as praias de Punta Cana naquela altura. O passeio dura entre 15 e 20 minutos, mas a gente nem vê o tempo passar. Me arrependi de ter feito apenas essa vez.

DCIM144GOPRO
Parasailing

Após todos nós termos subido e descido, estacionou uma lancha ao lado do barco, para nos buscar para levar ao catamarã onde aconteciam os outros dois passeios (snorkeling nas piscinas naturais e o mergulho com oxigênio). A segunda atividade que fiz no 3×1 foi o mergulho com oxigênio. O mergulho é a 5 metros de profundidade e tem uma infinidade de peixes. É muito lindo!

14993373_1534774319872929_7518056541564707184_n
Mergulho com oxigênio

A terceira atividade do 3×1 era o snorkeling, mas não quis fazer, pois, já havia mergulhado. Subimos para o catamarã após o mergulho e nos serviram bebidas e frutas à vontade. O pessoal da empresa Power Adventures é muito animado! Eu recomendo! O passeio terminou perto das 17:00 e foi ótimo!

Retornamos ao resort para jantar e descansar. No outro dia sairíamos cedo para conhecer a capital da República Dominicana: Santo Domingo.

 

6º dia – CONHECENDO SANTO DOMINGO:

Nesse dia fomos conhecer Santo Domingo, a cidade mais populosa e também a capital da República Dominicana. Para conferir o post completo, clique aqui!

IMG_5489
Palácio Nacional em Santo Domingo – República Dominicana

 

VALORES E INFORMAÇÕES DOS PASSEIOS QUE FIZEMOS:

DIA – PERÍODO:

PASSEIO:

VALOR:

INCLUI:

2º dia – manhã: Cenote Hoyo Azul US$ 60 transporte de ida e volta para o Scape Park
2º dia – noite: Coco Bongo Vip US$ 110 transporte de ida e volta + entrada + Open Bar + lembrança do CocoBongo
3º dia – tarde: Dolphin Island (modalidade mediana – 1 golfinho) US$ 140 transporte de ida e volta + entrada + snorkeling com arraias e tubarão + passeio com a lancha “radical”
3º dia – noite: Transfer para o Hard Rock Café Punta Cana US$ 40 a agência que fez esse serviço e nos cobrou US$40 pela corrida (ida e volta). Foi dividido para 4 pessoas, ficando US$10 para cada
4º dia – dia todo: Isla Saona Vip US$ 100 transporte terrestre e aquático de ida e volta + up grade de bebidas variadas e almoço
5º dia – manhã: Caminhada no mar US$ 100 transporte de ida e volta + caminhada no fundo do mar + snorkeling com arraias e tubarão + show com leão marinho + bebidas e snacks no catamarã + todo equipamento necessário para a atividade
5º dia – tarde: 3×1 US$ 90 transporte de ida e volta + parasailing + snorkeling em piscinas naturais + mergulho + bebidas variadas
6º dia – dia todo: Santo Domingo US$ 75 transporte de ida e volta + almoço com bebidas variadas + guia local

 

7º dia – IDA PARA A CIDADE DO PANAMÁ:

Às 03:00 da manhã o transfer da CVC foi nos buscar no resort, pois, tínhamos um voo às 06:20 para a Cidade do Panamá, outro destino da nossa viagem. Meia hora depois chegamos ao Aeroporto Internacional de Punta Cana (PUJ).

Após o check in, fomos lanchar. Comi em uma das únicas lanchonetes que estavam abertas na madrugada. Era uma lanchonete bem em frente ao Duty Free, próximo da Imigração.

Pontualmente às 06:20 partimos em um voo da Copa Airlines com destino à Cidade do Panamá. Antes das 8:00 da manhã (horário local) pousamos no Aeroporto Internacional Tocumen (PTY), um dos mais movimentados das Américas.

POST >> Quer saber como foi o restante da nossa viagem pela Cidade do Panamá? Clique aqui para conferir!

DCIM146GOPRO
Canal do Panamá – Cidade do Panamá

POST >> Está procurando por outros destinos no Caribe? Clique aqui para conferir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.