Cidade do Vaticano – o que conhecer?

Publicado por

Faziam dois dias que já estávamos em Roma e chegou a hora de conhecer o Vaticano. Oficialmente chamado de Estado da Cidade do Vaticano, é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima, cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália.

Desde a criação do Vaticano pelo Tratado de Latrão em 1929, o Papa, é o chefe de Estado eleito por um colégio de cardeais denominado conclave. Ele assume um cargo vitalício e detém no Estado do Vaticano os poderes: legislativo, executivo e judiciário. Tecnicamente é uma Monarquia eletiva, mas não hereditária.

MOEDA:  euro.

IDIOMAS: latim e italiano.

DIAS DAS VISITAS: 01 e 02 de novembro de 2017 – outono.

INTERNET: chip da @easysim4u. Único que pega em mais de 140 países e já chega ao seu destino conectado com internet 4G.

POST >> Nessa Eurotrip passamos por algumas cidades italianas. Confira abaixo o que conhecemos em cada uma delas:

| MILÃO | VERONA | VENEZA | FLORENÇA | PISA | ROMA |

 

1º dia – CIDADE DO VATICANO – Piazza di San Pietro, Benção do Papa Francisco e compra do ticket para visitar os Museus do Vaticano:

Era dia 1º de novembro – Dia de Todos os Santos e feriado em Roma. No dia seguinte íamos visitar a Cidade do Vaticano e não tínhamos conseguido comprar os tickets pela internet para a visita aos Museus. Resolvemos que não queríamos correr o risco de não conseguir fazer a visita, então, pegamos o metrô até a Estação Ottaviano e corremos na Cidade do Vaticano para tentar comprar na bilheteria, mas, era feriado e a bilheteria estava fechada!

IMG_5002
Cidade do Vaticano – muros

Já estávamos quase conformadas que não daria mais certo, até que fomos abordadas por um homem oferecendo a visita guiada aos Museus do Vaticano em espanhol para o dia seguinte. Obviamente, muito mais cara que o ticket do site oficial, mas como não tinha outro jeito, fomos até a agência para saber mais informações e acabamos comprando para garantir. Pagamos €46 pela visita guiada em espanhol pelos Museus do Vaticano (incluindo a Capela Sistina), enquanto a visita guiada no site oficial saía por €33.

DCIM188GOPRO
Cidade do Vaticano – entrada Praça de São Pedro

Saímos da agência e fomos tentar entrar na Cidade do Vaticano para conhecer a Piazza di San Pietro (Praça de São Pedro), onde se encontra a Basílica de São Pedro e ao centro, o Obelisco do Vaticano, trazido do Antigo Egito. No portão de acesso à Praça tinha uma pequena fila e conseguimos entrar de boa. A entrada para a Praça de São Pedro é gratuita, mas alguns dias a fila pode demorar horas. Acho que demos muita sorte nesse dia, até porque, era feriado. Creio que a fila sempre é extensa, devido a demora no detector de metais.

IMG_5003
Praça de São Pedro – Obelisco do Vaticano

Para nossa grata surpresa, exatamente ao meio dia, o Papa Francisco apareceu na famosa janelinha para a Solenidade de Todos os Santos.

IMG_6667
Benção do Papa Francisco

Não estávamos esperando de forma alguma isso. Impressionante como ele tem o poder de emocionar as pessoas. Com palavras doces, em italiano, ele falou por no máximo 15 minutos, mas para mim, a viagem valeria se eu tivesse presenciado apenas esse momento. Foi muito lindo!

IMG_5036
Benção do Papa Francisco

Após a Benção do Papa Francisco, tiramos mais algumas fotos e fomos almoçar bem próximo aos muros da Cidade do Vaticano.

IMG_E6655
Praça de São Pedro – ao fundo, Basílica de São Pedro

O Mc Donalds nos salvou de novo, apesar da confusão dos sanduíches da minha amiga por 2 vezes, conseguimos comer em paz depois que foi resolvido. Agora a gente ri, mas na hora foi tenso! haha

Depois de algumas voltas ao redor da Cidade do Vaticano, retornamos ao centro de Roma. Para saber como foi, clique aqui!

 

2º dia – CIDADE DO VATICANO – Museus do Vaticano, Capela Sistina, Piazza di San Pietro, Basilica di San Pietro e Castelo Sant’Angelo:

Saímos do apartamento um pouco mais tarde para começar o último dia da Eurotrip. Marcamos o tour pelos Museus do Vaticano para às 11:30. Tomamos café da manhã na Roma Termini e seguimos para a Estação Ottaviano, que fica na rua da agência.

IMG_5051
Roma Termini

No dia anterior, compramos o ticket do guia da Carrani Tours por €46. Nesse valor, estava incluído o tour guiado em espanhol pelos Museus do Vaticano (incluindo a Capela Sistina) e Basílica de São Pedro.

Observem a fila para entrar nos Museus do Vaticano. Mais acima tem uma foto do dia anterior nesse mesmo lugar. Como comprei o ticket através de uma agência, nós cortamos essa fila. É como se o nosso ticket fosse um fast pass.

IMG_5053
Cidade do Vaticano – fila

Pontualmente às 11:30, nosso tour saiu da porta da agência e caminhamos menos de 5 minutos até a entrada dos Museus, pois, a agência é na mesma rua!

IMG_5057
Museus do Vaticano – entrada

A primeira etapa é apresentar o ticket na entrada dos Museus, depois passar pelo detector de metais e logo em seguida pegar o áudio guia. É proibido usar sandália, blusa decotada, blusa sem alça (tomara-que-caia), regata, bermuda acima do joelho e saia durante a visita. Com tudo isso ok, chegou a hora de iniciar o tour.

P_20180614_125903_vHDR_On
Museus do Vaticano – ticket

Nossa guia era muito boa! Dava explicações minuciosas e era bem-humorada. Tenho certeza que foi a melhor escolha ter contratado o tour guiado. Ficamos sabendo de curiosidades muito interessantes sobre os Museus do Vaticano. Me arrependi muito de não ter feito o mesmo no Museu do Louvre e no Coliseu.

Museus do Vaticano é o conjunto de diversos pequenos museus que se concentram em um mesmo complexo. É muito difícil se perder, já que a orientação das placas leva para somente uma direção. É só seguir o fluxo e as plaquinhas!

O primeiro museu que visitamos foi o Museu Pio Clementino, fundado no final do século XVIII pelo Papa Clemente XIV e depois restaurado pelo Papa Pio VI. Dentre as várias salas, destaco a Sala Rotonda, que tem bustos de deuses e personalidades da Roma Antiga, e a escultura Laocoonte e filhos, que fica na parte externa do Museu.

IMG_5075
Sala Rotonda
DCIM188GOPRO
Laocoonte e filhos

Museu Gregoriano Etrusco, fundado pelo Papa Gregório XVI no século XVIII e abriga peças do antigo povo que habitou a península itálica antes dos romanos, entre 1000 e 700 a.C.: os etruscos. Também contém peças de cerâmica e metais preciosos, belíssimos e muito antigos. Todos confiscados das escavações arqueológicas realizadas na época.

DCIM188GOPRO
Museus do Vaticano

Museu Gregoriano Egípcio, também fundado pelo Papa Gregório XVI no século XVIII, dois anos antes do Museu Etrusco, contém peças egípcias encontradas em escavações feitas em Roma. No Museu vi sarcófagos, uma múmia de verdade, estátuas, bustos e o Túmulo de Iri, o guardião da Pirâmide de Quéops.

IMG_5073
A gente tava muito turista viu! hahaha

Pátio da Pinha, foi o nome dado em referência a uma pinha gigante situada no semicírculo de um dos prédios dos Museus. Ela pertencia a uma fonte das termas privadas de Agripa, um nobre da Roma Antiga.

DCIM188GOPRO
Pátio da Pinha

Apesar do pátio receber este nome por causa da pinha, na verdade, não é ela a peça que mais chama a atenção. Bem ao centro, podemos ver uma esfera dourada, obra do artista Arnaldo Pomodoro, chamada Sfera com Sfera. A esfera gira em torno do próprio eixo. Achei linda!

DCIM188GOPRO
Pátio da Pinha

Museu Chiaramonti, o nome é em homenagem ao Papa Pio VII, que era da família Chiaramonti. Os destaques são os bustos e as estátuas de Imperadores Romanos: Julio Cesar, Augusto, Trajano, Tibério, Vespasiano e Settimo Severo. Em tempos onde a fotografia era o busto esculpido na pedra, achei bastante interessante dar um rosto para aquelas figuras históricas que sempre ouvi falar na escola.

Braccio Nuovo, o destaque é a famosa estátua do Imperador Augusto, inspirada no Doríforo de Policleto. Encontrada na Villa de Augusto, é talhada em mármore e tinha a roupa pintada. Infelizmente não pude ver pessoalmente, pois esta ala estava fechada para reforma no dia da minha visita.

As três atrações a seguir são galerias muito importantes: Galeria dos Candelabros, Galeria das Tapeçarias e a mais famosa e imponente, a Galera dos Mapas, com esse teto maravilhoso (foto abaixo).

IMG_5081
Galeria dos Mapas

Depois da apaixonante Galeria de Mapas, parece que nada era tão bonito quanto ela, mas depois dos Aposentos de São Pio V, as Salas da Imaculada Conceição e de Rafael e os Apartamentos Borgia, finalmente chegamos a Capela Sistina.

A Capela Sistina era o local que eu mais gostaria de conhecer quando comprei o ticket para visitar os Museus do Vaticano e realmente valeu super a pena. Infelizmente, o interior da Capela não pode ser fotografado, para manter o local conservado. Sua construção foi iniciada em 1473 e finalizada em 1481, já o teto, foi pintado por Michelangelo de 1508 a 1512, nas dimensões de 40 x 14 metros. Confesso que pensei que a Capela Sistina fosse maior.

IMG_5086
Capela Sistina – entrada

Ela foi pintada por grandes nomes da Renascença e da Alta Renascença, incluindo Michelangelo. É lá que está o famoso afresco Criação de Adão, mundialmente conhecido, que representa Deus dando vida a Adão.

acriacaodeadao-1-cke
Capela Sistina – Criação de Adão – imagem retirada do google

Também é na Capela Sistina que acontece o Conclave, que ocorre quando um Papa renuncia ou morre, sendo necessária uma votação para a escolha de um novo Papa para comandar a Igreja Católica Apostólica Romana. Vale ressaltar que a votação altamente secreta é realizada pelos membros do Colégio Cardinalício, sob a luz do Espírito Santo.

Saindo da Capela, seguimos para a Basílica de São Pedro. Na saída dos Museus e entrada para o edifício da Basílica está a Porta Santa. Uma Porta que é aberta pelo Papa para marcar o início do Ano Santo. Fora desse período a Porta sempre estará fechada.

IMG_5088
Porta Santa – Basílica de São Pedro

Depois da Porta, seguimos para a parte da frente da Basílica de São Pedro. A vista é incrível, afinal de contas, a Basílica de São Pedro é o maior e mais importante edifício católico do mundo. Construída entre os anos de 1506 e 1626 em estilo barroco e renascentista, a Basílica cobre uma área de 23.000 m². Foi instituída como Patrimônio Mundial da UNESCO depois de ser considerada o maior projeto arquitetônico de sua época e continua a ser um dos monumentos mais visitados e celebrados do mundo.

DCIM188GOPRO
Vista da Basílica para a Praça de São Pedro
DCIM188GOPRO
Basílica de São Pedro – frente

Logo na entrada da Basílica, à direita, está a Pietà de Michelangelo. Mantida e protegida com vidros blindados, essa é uma das esculturas mais conhecidas e famosas do artista.

IMG_E5099
Pietà de Michelangelo

Conhecer a Basílica de São Pedro é uma tarefa que dispensa horas e horas. Ela é enorme! Existem museus em seu interior e muitas esculturas, pinturas e obras para serem admiradas ao longo do caminho percorrido lá dentro.

IMG_6715
Basílica de São Pedro – dentro

O altar da Basílica é riquíssimo de detalhes e de beleza. Poderia passar horas admirando e mesmo assim, ainda não conseguiria ver tudo…

IMG_5094
Basílica de São Pedro – dentro

Espalhados pela Basílica, existem várias inscrições esculpidas em pedras. Uma que achei muito interessante, foi essa, com o nome de todos os Papas que já morreram. O último nome foi do Papa João Paulo II, que faleceu em 2005.

IMG_5097
Basílica de São Pedro – todos os Papas que já morreram

Para subir na Cúpula da Basílica de São Pedro e ter a vista panorâmica da Praça de São Pedro, Cidade do Vaticano e de Roma, o valor é de €8. Eu não subi e me arrependi.

Ficamos mais de 1 hora andando pela Basílica e mesmo assim, creio que não vimos nem a metade do que ela tem para mostrar. Saímos pela frente da Basílica e pegamos a saída lateral, que passa em frente a Guarda Suíça, corpo de segurança de guarda responsável pela proteção dos Papas desde 1506. Também formam as Forças Armadas da Cidade do Vaticano. A farda deles chama bastante atenção, parece até que é uma fantasia, de tão colorida!

DCIM188GOPRO
Basílica de São Pedro – Guarda Suíça

Entramos novamente na Praça de São Pedro e dessa vez, por um novo ângulo. Toda a praça tem 320 metros de comprimento e 240 de largura. É gigantesca!

DCIM188GOPRO
Praça de São Pedro
DCIM188GOPRO
Praça de São Pedro – ao fundo, a janelinha onde o Papa aparece

O dia estava lindo e deu para tirar umas fotos bem bonitas para registrar o momento.

IMG_6444
Praça de São Pedro – ao fundo, Basílica de São Pedro

CURIOSIDADE: A Praça de São Pedro abriga 60 mil devotos, 100 vezes mais que a população da Cidade do Vaticano.

DCIM188GOPRO
Praça de São Pedro

Após as fotos, fomos almoçar alí pela redondeza mesmo, para em seguida, conhecer mais um lugar muito importante que estava no roteiro.

IMG_6869
Basílica de São Pedro

Almoçamos e fomos visitar o Castelo Sant’Angelo, também conhecido como Mausoléu de Adriano, onde atualmente funciona um museu. O Castelo e o Vaticano são lugares para serem visitados no mesmo dia, devida a proximidade de um com o outro, menos de 15 minutos caminhando. O Castelo foi construído entre 135 e 139 d.C. Abre todos os dias de 09:00 às 19:30 e a entrada custa €10. Cenas do filme Anjos e Demônios, do autor Dan Brown, foram gravadas nele. Tom Hanks é o protagonista do filme.

DCIM188GOPRO
Castelo Sant’Angelo

Depois de andar o dia todo, o último dia de viagem chegou ao fim. Voltamos para o apartamento para arrumar as malas e descansar. Tínhamos que ir no meio da madrugada para o aeroporto. Clique aqui para saber como foram os dias em Roma e a volta para o Brasil no dia seguinte…

Obrigada a todos que acompanharam essa viagem incrível!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.